Um dos mais novos, mas mais animados blocos de Belo Horizonte, o Baianas Ozadas, saiu na manhã desta segunda-feira. Tocando "axé de raiz", o bloco formado em 2012 se concentrou na Praça da Liberdade e fará um percurso semelhante ao Chama o Sindico, que arrastou uma multidão no pré-carnaval.
 
Com cerca de 60 mil pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar, o Baianas desceria a avenida João Pinheiro até a Afonso Pena com o objetivo de terminar na Praça da Estação. Contudo, muitos problemas no trânsito atrasaram a saída do bloco, já que o trânsito não estava impedido. Alguns carros que estavam na rua Gonçalves Dias tiveram que retornar de ré, causando uma grande confusão no entorno da praça. A posição oficial do bloco e que o deslocamento pelas ruas da Capital está mantido.

Trânsito
Carros e foliões acabaram dividindo o mesmo espaço no entorno da praça (Fotos: Henrique André/Hoje em Dia) 


São cerca de 250 ritmistas que este ano levaram a tradição de blocos afro como o Olodum e o Illê Aiyê, ambos de Salvador.

O Corpo de Bombeiros precisou realizar uma vistoria no carro do bloco, porque, segundo a corporação, o carro caracteriza-se como trio elétrico e o alvará indicava apenas carro de som.  Mesmo assim o público aguardou a saida do bloco na Praça.  O carro é o mesmo utilizado nos desfiles dos blocos  'Então Brilha' e 'Pena de Pavão de Krishna'. 
 
A justificativa para o impasse é que o bloco não tinha um plano de segurança. Porém, Bombeiros e Polícia Militar determinaram que o carro saísse à frente e foliões e membros atrás do caminhão.
 

Com informações de Henrique André - Hoje em Dia