A obesidade é considerada hoje um estado inflamatório crônico e, por isso, pacientes obesos que contraem a Covid-19 passam a lutar com dois tipos de inflamação ao mesmo tempo, segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – regional Minas Gerais (SBEM-MG), Rodrigo Lamounier. Com baixa imunidade, este paciente tem uma probabilidade maior de evoluir para um caso grave de Covid-19.  

Um problema de saúde pública, já que 56% da população brasileira estão acima do peso. Rodrigo Lamounier salienta que as mortes pelo novo coronavírus no Brasil já ultrapassaram o número de óbitos registrados durante a gripe espanhola no país, uma pandemia que aconteceu entre 1918 e 1919, que deixou um saldo de, no mínimo, 50 milhões de mortos no mundo.   

O presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – regional Minas Gerais reforça que as pessoas obesas devem seguir todos os protocolos sanitários, como uso de máscara, álcool em gel, manter o distanciamento e, se possível, tentar perde alguns quilos.

Acompanhe a entrevista na íntegra.