O banco de dados do Sistema de Informatização e Gerenciamento dos Atos de Polícia Judiciária, chamado de  PCNET, da Polícia Civil, está fora do ar desde a tarde dessa quarta-feira (14). O problema, que não afeta o registro de ocorrências, deve ser resolvido até esta sexta-feira (16). 

Diante da indisponibilidade do PCNET, o Setarin - sistema responsável por manter o acervo de mandados de prisão cadastrado no Sistema de Informações Policiais (SIP) - está sendo utilizado para coordenar o Alvará de Soltura, desligamento e/ou admissão de presos até que o PCNET seja restabelecido. 

A orientação da PCMG é que os procedimentos habituais sejam elaborados e salvos para que, posteriormente, sejam inseridos no sistema PCNET. Além disso, a Polícia Civil reforçou outros servidores para suporte e contigenciamento do problema. 

O sistema Reds, que registra ocorrências, está funcionando normalmente. 

Falha

A falha foi identificada pelos técnicos da Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge), que trabalham junto ao fornecedor do banco de dados para o retorno do funcionamento. O prazo dado para a solução do problema é de 40 horas e se encerra nesta sexta.