Trabalhar no Banco do Brasil é o desejo de muitos brasileiros – no passado, quando o banco oferecia muito mais, era um sonho. Afinal, ainda hoje o BB oferece uma série de benefícios que dificilmente são encontrados no setor privado, até mesmo em grandes empresas. Por isso, muitos está vibrando com a boa notícia: já estão abertas as inscrições para o seu concurso, um dos mais concorridos do país.

Os interessados podem se inscrever para preencher o quadro de reserva da instituição, para diversos estados como Amazonas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e também Minas Gerais.

Para concorrer ao cargo de escriturário é necessário que o candidato tenha ensino médio completo. A remuneração, que inclui auxílio refeição e cesta-alimentação, soma R$ 2.732.


Fazendo carreira

Apesar de ser um concurso voltado para candidatos com nível médio, nada impede que o concursando tenha curso superior completo. Na verdade, pode até ser uma vantagem competitiva, pois o conhecimento da faculdade pode ter grande valia em algumas matérias.

É o caso de Roberto Magno, bacharel em Ciência da Computação. Há cerca de cinco anos, ele prestou concurso para a instituição, mesmo sabendo que, naquele momento, os vencimentos não seriam tão satisfatórios em relação o tempo e investimento na graduação. “É projeto a médio prazo. Dentro de uma instituição como o Banco do Brasil, há diversas maneiras de galgar uma carreira. Hoje, atuo na minha área de formação”, explica Magno.

Para a consultora em recursos humanos e gestão de pessoas, Barbara Faria, a formação do profissional é vista como um diferencial dentro da instituição pública. “Investir em um concurso público é um processo que pode dar muito certo e garantir qualidade de vida para o funcionário. Hoje, as instituições públicas oferecem planos de progressão por meio de concursos internos”, explica.