As saídas de Muzambinho, cidade do Sul de Minas que tem pouco mais de 20 mil habitantes, foram fechadas nesta terça-feira (9) depois de um crime conhecido como "sapatinho" - quando os bandidos sequestram gerentes bancários para roubar instituições financeiras.

De acordo com a Polícia Militar (PM), os criminosos renderam um gerente e a mulher dele na casa das vítimas, ainda na noite de segunda-feira (8). A dupla ficou sob a mira dos marginais até o início desta manhã, quando o gerente foi levado até uma agência localizada no Centro do município.

Lá já estavam outros funcionários, que durante o assalto também foram impedidos de deixar o local. A PM informou que a ocorrência ainda está sendo registrada e, por isso, não há detalhes do crime. O que se sabe até o momento é que a mulher do gerente foi levada para outro ponto da cidade, onde mais duas pessoas foram rendidas. A PM disse que todas as vítimas foram libertadas sem ferimentos. 

Os suspeitos conseguiram fugir do banco levando um valor em dinheiro que ainda não foi contabilizado. Eles estão sendo procurados em Muzambinho e em municípios das redondezas. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a movimentação da PM na cidade e também de curiosos que queria acompanhar o caso.

O crime do “sapatinho” era comum no início da década de 2000. Depois ele deu lugar ao "novo cangaço", quando os bandidos utilizam de extrema violência para explodir caixas eletrônicos.