Depois de quase seis meses de portas fechadas e alvará suspenso por causa da pandemia, os bares do Mercado Central não apenas retomaram as atividades, como vão oferecer tira-gostos e a cerveja tradicionais do lado de fora do prédio. A partir deste sábado (26), a administração do centro de compras criou uma área para receber até 140 clientes na calçada da avenida Augusto de Lima, usando parte da via, que teve o tráfego suspenso para ajudar a iniciativa.

A solução encontrada para atender os protocolos sanitários e evitar aglomerações nos balcões ainda vai permitir algo inédito: o atendimento nos sábados até 20h, três a mais do que as lojas do interior.

"Nós fizemos uma solicitação e fomos atendidos pela prefeitura para ampliar o atendimento dos bares na parte externa. No interior, muitas vezes, os balcões são estreitos e haveria um limite maior do número de pessoas. Do lado de fora adotamos a distância de dois metros entre as mesas e todas as medidas necessárias para a segurança dos frequentadores", explica o superintendente do Mercado Central, Luiz Carlos Braga.

bares mercado 2

Quem experimentou a novidade não só pôde matar a saudade dos bares do Mercado, como gostou da ideia, e sugere que ela seja adotada de forma definitiva. "Eu estava desde março sem vir, e agora tem esse espaço arejado, com sombrinha. Foi a melhor coisa que o pessoal fez para se renovar no meio da pandemia", diz o empreendedor Guilherme Sena Braga. Na mesma mesa, a estudante Rayssa Moraes também aprovou. . "A gente estava sentindo muita falta, e ficar num lugar aberto, tomando a nossa cervejinha gelada, é ótimo".

Fazem parte da proposta os bares Fortaleza, São Judas Tadeu, da Lôra, do Antônio, da Tia e Valadarense. O atendimento terá início sempre às 11h.