A barragem B2, da Mina Fernandinho, em Rio Acima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, subiu para o nível 2 de alerta, conforme informou o o Gabinete Militar do Governador (GMG) e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) nesta terça-feira (11).

O local é administrado pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), que comunicou a situação ao executivo estadual. Uma equipe do Corpo de Bombeiros está no local e confirmou que não houve rompimento. Ainda nesta terça, uma vistoria será realizada para detalhar possíveis riscos.

Segundo comunicado emitido pela Cedec, o nível de emergência 2 não indica risco iminente de rompimento da barragem. Ainda segundo o órgão, não há pessoas morando à jusante da estrutura, não sendo necessária a remoção de famílias até o momento.

Veja o comunicado:

Comunicado Governo

Conforme a empresa que administra a estrutura, a situação acontece por conta de problemas estruturais em um canal que conduzia o controle de água na barragem.

"A Minérios Nacional informa que, em razão do grande volume de chuvas nos últimos dias em Minas Gerais, e em alinhamento com a empresa projetista Fonntes Engenharia, acionou o nível 2 de emergência da barragem conhecida como B2, localizada em Rio Acima (MG), conforme orientações do Plano de Emergência de Barragem de Mineração (PAEBM)", explicou em nota. 

A barragem B2 de Fernandinho tem 33 metros de altura e cerca de 400 mil metros cúbicos de água e rejeito. 

Leia mais:
Rodovias mineiras têm 112 pontos de interdições totais e parciais na manhã desta terça; saiba onde
Chuva não dá trégua e Defesa Civil amplia alerta de risco geológico alto em BH até sábado