A Barragem Capitão do Mato, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, entrou em nível dois de emergência. A informação foi confirmada pela Vale nesta terça-feira (11). Nesta situação, é recomendada a retirada de pessoas na área de autossalvamento, mas, de acordo com a mineradora, não há moradores na área.

O motivo da alteração de nível é o volume de chuvas superior à média histórica registrada na região. "Alguns instrumentos da estrutura apontaram alterações temporárias no nível de água, já tendo, neste momento, retornado aos níveis normais. A barragem permanecerá preventivamente em nível 2 até a conclusão da análise técnica do histórico e das condições atuais da estrutura. Esses estudos, chamados "As-Is", estão em andamento e novas discussões técnicas acontecerão em breve com a empresa de auditoria independente para reavaliação da situação".

Os moradores da Zona de Autossalvamento (ZAS) já haviam sido realocados em novembro do ano passado em razão de obras de reforço na barragem Vargem Grande,que está em nível 1 de alerta, quando não há necessidade de evacuação.

A Capitão do Mato é uma barragem de contenção de sedimentos, construída em etapa única, com aterro convencional. Além de inspeções rotineiras de campo, a empresa informou que a estrutura é monitorada permanentemente por uma série de instrumentos, como piezômetros, radares, estações robóticas, câmeras de vídeo, e pelo Centro de Monitoramento Geotécnico.

Leia mais:

Prorrogado estado de alerta para barragens em Minas, Rio, Goiás e ES
Barragem em Barão de Cocais sofre erosão devido às chuvas
Barragens estão sendo monitoradas 24 horas por dia, diz Defesa Civil de Minas