O corpo de um bebê foi encontrado com mutilações em um terreno de Córrego Santa Cruz, na área rural de Caraí, Vale do Jequitinhonha. A principal suspeita, conforme relato de testemunhas à polícia, é que o recém-nascido tenha sido abandonado e atacado por cães.

O caso ocorreu no último domingo (9). De acordo com a PM, o dono da propriedade contou que, por volta das 12h, foi chamado pela esposa às pressas. A mulher relatou ao companheiro que viu os cães "comendo algo" nos fundos da residência. Ela se aproximou e localizou a criança já sem vida. O casal ligou para um hospital e pediu ajuda. A unidade de saúde acionou a corporação.

No local, os militares constataram que o nariz, o pênis, a perna esquerda e partes do crânio tinham sido arrancados. O corpo estava no chão, debaixo de uma árvore de mangas, e coberto por folhas.

Em conversa com o dono da área, o mesmo informou que não sabia da origem do corpo, que foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML). A PM fez buscas na região, mas nenhum suspeito foi localizado. O caso é conduzido pela 7ª Delegacia de Polícia Civil de Novo Cruzeiro. A Polícia Civil foi procurada, mas ainda não deu detalhes.

Leia mais:
Algumas unidades de saúde do país não têm equipamentos de segurança, alerta especialista em UTI
Saiba como comprovar comorbidades para receber a vacina contra a Covid-19
Seis dias após a perda do marido, matriarca dos Arturos, em Contagem, morre por Covid-19