Um bebê de apenas seis meses pode ter morrido depois de sofrer maus-tratos, no distrito de Papagaios, região Central do Estado. A mãe da criança alegou à Polícia Militar que percebeu que a filha não se mexia na manhã dessa segunda-feira (15).
 
Uma denúncia foi feita à Polícia Militar, na manhã dessa segunda-feira. O denunciante  informou que uma mulher estaria levando uma criança já morta para o hospital e que a menina era vítima de maus-tratos.
 
Ao chegar ao hospital, os militares conversaram com a mãe do bebê que negou o fato. Segundo a mulher, a criança foi colocada no berço na noite desse domingo (14) e somente por volta das 6h30 dessa segunda-feira que percebeu que a menina havia parado de se mexer. A mulher disse ainda que, enquanto estava em casa, o bebê não estava sangrando. O sangramento, alegou a mãe, começou a caminho do hospital.
 
A médica que fez o atendimento disse aos militares que não pode atestar as lesões no bebê e que essa seria uma responsabilidade do médico legista do Instituto Médico Legal (IML). 
 
O corpo da criança foi para o IML da cidade de Pará de Minas e um laudo do instituto vai apontar as causas da morte do bebê.
 
De acordo com a PM, a residência onde o bebê morava com os pais foi preservada e um perito da Polícia Civil foi ao local.
 
Os pais do bebê foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil de Pará de Minas para prestar esclarecimentos.