Idosos acamados, com idades entre 86 e 88 anos, que fizeram o cadastro para imunização, estão sendo vacinados contra a Covid-19 em Belo Horizonte. O grupo começou a receber a primeira dose do imunizante nessa segunda-feira (22).

Segundo informações repassadas pela prefeitura da capital, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, as equipes das regionais estão entrando em contato com as pessoas cadastrados para agendar a imunização domiciliar.

As demais pessoas com idades entre 86 e 89 anos, que por algum motivo não foram vacinadas no período específico da campanha, têm doses garantidas. De acordo com a PBH, a vacinação para idosos com 86, 87 e 88 anos, está sendo realizada em 22 postos específicos de referência, nas nove regionais da cidade, das 7h30 às 16h30. A lista completa está disponível no portal da Prefeitura, pelo link.

Para os idosos a partir de 89 anos, assim como para os acamados, será agendada a imunização em domicílio. A PBH orienta que um responsável busque informações nos centros de saúde da capital, por telefone ou presencialmente.

Novo lote de vacinas é esperado

Caso Belo Horizonte não receba uma nova remessa de vacinas em breve, “não será possível a ampliação para outras faixas etárias dos idosos e/ou outros grupos”, disse a PBH, em nota. O Executivo esclareceu, ainda, que a segunda dose da população que já está vacinada, está garantida “conforme intervalo de tempo tecnicamente recomendado”, conclui.

“É imprescindível que novas remessas de vacinas sejam entregues para a ampliação dos grupos definidos para a imunização. A Secretaria Municipal de Saúde aguarda informações sobre novas remessas de vacinas que serão repassadas para o município por meio da Secretaria de Estado de Saúde e do Ministério da Saúde, reafirmando a disponibilidade de pessoal e todos os insumos necessários para a imediata continuidade do processo de vacinação”, finaliza o comunicado. 

Imunizados

Até o momento, 106.678 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra Covid na capital. A segunda dose da CoronaVac foi aplicada em 51.766 belo-horizontinos e a previsão para início da aplicação do reforço da Astrazeneca é no mês de maio deste ano.

Leia mais:
Anvisa concede registro definitivo para a vacina da Pfizer
Com 5.386 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, Minas se aproxima de 850 mil infectados
Primeiro caso de Covid-19 em animal é registrado em BH, segundo pesquisa da UFMG