A ocupação de UTIs e enfermarias para tratar pacientes com Covid-19 aumentou em Belo Horizonte, segundo dados do boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira (7). Na terapia intensiva, o índice subiu de 74,2% para 74,4%. Nas enfermarias, de 52,8% para 53,8%.

O número médio de transmissão do vírus, chamado RT, no entanto, encontra-se estável em 0,93, abaixo de 1. O que significa que cada cem infectados transmitem o novo coronavírus para outras 93 pessoas. 

Ao todo, a capital mineira contabiliza 184.979 casos confirmados de Covid, com 4.495 mortes em decorrência da doença. O levantamento traz ainda 171.666 pacientes recuperados, enquanto 8.818 seguem em acompanhamento médico, internados ou em isolamento.

Vacinação

Até o momento, 613.556 belo-horizontinos receberam a primeira dose da vacina contra o noco coronavírus. Desse grupo, 263.371 mil tomaram as duas aplicações.

A partir desta sexta-feira (7), pessoas com comorbidades começaram a ser vacinadas na capital mineira com o imunizante da PfIzer. A primeira dose do composto químico é para quem preencheu o cadastro no portal da prefeitura até a última segunda-feira (3).

A vacinação será dividida em três grupos, nesta sexta, no sábado (8) e na segunda-feira (10), para evitar aglomeração. Confira os locais no site.

Leia Mais:
Vacinação contra a Covid em BH neste sábado é exclusiva para pessoas com comorbidades; veja
Segunda etapa da vacinação contra influenza começa na próxima terça-feira
Estado trabalha com possibilidade de 3ª onda da pandemia