Os registros de lesão corporal durante o Carnaval deste ano em Belo Horizonte caíram 57% em comparação com a festa do ano passado. Além disso, diminuíram também o número de ocorrências de furto, danos, ameaças e de atendimentos de saúde. Os dados foram divulgados na manhã desta quarta-feira (4) pela Belotur e se referem ao período oficial da folia - 8 de fevereiro a 1º de março.

A empresa municipal também apresentou os resultados da pesquisa realizada com foliões. Entre os dados, há a aprovação da festa por quase 80% dos turistas que estiveram na capital. Veja todos os dados abaixo:

Segurança pública

Segundo a Belotur, foram registradas pela Guarda Municipal 2.704 abordagens a pessoas em atitudes suspeitas, 277 ocorrências de naturezas variadas, com 128 prisões em flagrante. Ao todo, foram 5.466 presenças de agentes durante a folia, com revezamento de turno. A atuação focou-se na prevenção e combate a crimes, ordem pública e prestação de 1.129 informações a turistas.

Nos Postos de Comando presenciais, representantes de instituições envolvidas na organização do evento fizeram o monitoramento e a tomada de decisões em tempo real durante 17 dias, o que representou 241 horas de trabalho neste ano. Em 2019, foram 187 horas de empenho. 

belotur

Reunião na Belotur apresentou resultados do Carnaval

Perfil do folião

Uma pesquisa realizada pela Belotur entre os dias 21 e 25 de fevereiro mapeou diversos aspectos interessantes sobre a festa. Veja:

Turistas e moradores

  • 81,9% dos foliões são moradores;
  • 18,1% são visitantes (211 mil pessoas);
  • a maioria dos visitantes veio do interior de Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Distrito Federal;

Avaliação do evento

79,8% dos turistas avaliaram positivamente o evento;
69,5% dos moradores avaliaram positivamente o evento;
52,9% afirmaram que a festa melhorou em 2020;
92,8% têm intenção de retorno em 2021;
8,6 é a nota, em escala de 0 a 10, da avaliação geral do evento para turistas e moradores.

Gasto no Carnaval

R$739,56 é o gasto médio dos visitantes durante todo o evento;
R$297,66 é o gasto médio dos moradores durante todo o evento;

Perfil socioeconômico

50,8% dos turistas são mulheres e 48,9% são homens;
81,9% dos turistas são solteiros e 52,8% têm curso superior;
29 é a média de idade dos visitantes;
55,6% dos moradores são mulheres, 71,3% são solteiros e 46,1% têm nível superior;
31 é a média de idade dos moradores.

"Estamos muito felizes com o que vivemos na capital mineira nesses dias de folia. O melhor evento de rua do estado de Minas Gerais, que traz mais renda, gera emprego e movimenta a enorme cadeia do turismo, também foi o mais seguro, sustentável e mais organizado de todos os tempos", afirmou Gilberto Castro, presidente da Belotur.