A capital mineira ficou com o oitavo lugar em um ranking que mapeia as cidades com os piores trânsitos do Brasil. O levantamento foi feito por uma empresa que administra táxis e carros particulares que ofereceram corridas entre os dias 1º de outubro e 31 de dezembro do ano passado.

Em comparação com a edição passada do levantamento, BH desceu uma posição e apresentou melhora no tráfego principalmente durante os horários de pico. Recife continua com o pior trânsito do Brasil.

Os corredores mapeados da capital que tem o pior trânsito, de acordo com o levantamento, são a avenida Nossa Senhora do Carmo, na região Centro-Sul; o hiper centro da cidade; a avenida Antônio Carlos; Cristiano Machado e Via Expressa. Todas as vias apresentaram, nos horários de pico, uma piora de 50% no trânsito em relação a horários livres. Nas cidades que lideraram a lista, a piora era de cerca de 70%.

Um destaque com relação à BH, é a piora do trânsito na zona Sul em áreas conhecidas por presença de condomínios residenciais. Nesses pontos, o tráfico ficou 60% pior nos horários de pico, superando avenidas e pontos já conhecidos pela lentidão.

Dez capitais participam da pesquisa que pretende contribuir para melhorias na mobilidade e no tráfego. O índice utilizado pela pesquisa para conseguir identificar os piores trânsitos é o ITV - ele faz uma análise, de acordo com as corridas de táxis e carros que aceitam corrida por aplicativo, do tempo de deslocamento previsto para a rota e a média dos atrasos.

Confira a lista completa

1º lugar - Recife
2º lugar - Porto Alegre
3º lugar - Salvador
4º lugar - São Paulo
5º lugar - Rio de Janeiro
6º lugar - Manaus
7º lugar - Fortaleza
8º lugar - Belo Horizonte
9º lugar - Curitiba    
10º lugar - Brasília