A Prefeitura de Belo Horizonte informou, nesta quarta-feira (1º), que ainda aguarda o envio de doses para aplicação do reforço da Janssen nos mais de 60 mil moradores da capital que receberam a primeira aplicação do imunizante. 

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou, ainda, que segue as orientações do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 do Ministério da Saúde e que reafirma a “disponibilidade de pessoal e de todos os insumos necessários para a imediata continuidade do processo”.

Na semana passada, o governo federal divulgou uma nota técnica em que orienta que os brasileiros que se vacinaram com o imunizante tomem uma dose de reforço entre dois e seis meses após a primeira aplicação. A recomendação é que seja utilizado a vacina do mesmo fabricante.

Segundo a nota, a orientação foi baseada em estudos científicos que mostram aumento significativo na imunidade após a aplicação de mais uma dose da vacina, principalmente com intervalo mais longo, de seis meses. 

Se a dose de reforço, segundo estudos, for aplicada com este intervalo, os níveis de anticorpos aumentam nove vezes após uma semana com a imunização da Janssen. Esse índice segue aumentando em até 12 vezes quatro semanas após a aplicação do reforço.

Leia mais:
Jovens de BH com 12 anos recebem a segunda dose da vacina contra a Covid-19 da Pfizer nesta quarta
Taxa de transmissão da Covid-19 em BH volta a crescer
Fiocruz entrega 2,8 milhões de doses da AstraZeneca