Adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e deficiência permanente terão, a partir da próxima semana, a segunda dose da vacina contra a Covid-19 antecipada em Belo Horizonte. A mesma medida vale para jovens gestantes, puérperas e lactantes, conforme informou a prefeitura da capital mineira nesta quarta-feira (20). 

A partir de segunda (25), o público poderá comparecer aos postos para concluir o esquema vacinal com a Pfizer. Para garantir a imunização será necessário levar o cartão de vacina, documento de identidade, CPF e comprovante de residência na capital. 

Adolescentes de 12 a 15 anos devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais. Já os jovens de 16 e 17 não precisam de acompanhante. 

Locais e horários

Desde a última semana, a capital mineira não aplica mais doses contra a Covid-19 aos sábados e domingos.

Durante os dias úteis, os contemplados podem receber o imunizante das 8h às 17h em pontos fixos e extras e das 8h às 16h30 em drive-thru. Outros quatro postos aplicam a vacina em horário noturno, até 20h. Veja os endereços aqui.             

Demais grupos

Na próxima semana, também haverá aplicação da segunda dose em pessoas de 30, 31 e 34 anos, do reforço em idosos de 68 e 69, além de repescagem da terceira dose para ambos os públicos contemplados. Confira a programação completa abaixo:

  • Dia 21, quinta-feira: segunda dose para pessoas de 36 anos. Só poderão tomar a segunda dose no dia 21 as pessoas de 36 anos cuja data do cartão de vacina esteja marcada para até 28 de outubro. É necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência em Belo Horizonte; 
  • Dia 22, sexta-feira: segunda dose para pessoas de 35 anos. Só poderão tomar a segunda dose no dia 22 as pessoas de 35 anos cuja data do cartão de vacina esteja marcada para até 29 de outubro. É necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência em Belo Horizonte; 
  • Dia 25, segunda-feira: - dose de reforço para idosos de 69 e 68 anos, cuja segunda dose tenha completado 6 meses ou que faltem até 15 dias para completar este prazo; - segunda dose para adolescentes de 17 a 12 anos com comorbidades, deficiência permanente, gestantes, puérperas e lactantes. É necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência em Belo Horizonte. Para se imunizar, os adolescentes de 15 a 12 anos precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais. Já os jovens de 16 e 17 anos não precisam de acompanhante; 
  • Dia 26, terça-feira: segunda dose para pessoas de 34 anos. Só poderão tomar a segunda dose no dia 26 as pessoas de 34 anos cuja data do cartão de vacina esteja marcada para até 2 de novembro. É necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência em Belo Horizonte; 
  • Dia 27, quarta-feira: segunda dose para pessoas de 31 anos. Só poderão tomar a segunda dose no dia 27 as pessoas de 31 anos cuja data do cartão de vacina esteja marcada para até 3 de novembro. É necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência em Belo Horizonte; 
  • Dia 28, quinta-feira: - repescagem de dose de reforço para idosos e trabalhadores da saúde já convocados, cuja segunda dose tenha completado 6 meses ou que faltem até 15 dias para completar este prazo;  - repescagem de dose adicional para pessoas com alto grau de imunossupressão já convocadas, cuja segunda dose tenha completado 28 dias;
  • Dia 29, sexta-feira: - dose de reforço para idosos de 89 anos e mais, cuja segunda dose tenha completado 6 meses ou que faltem até 15 dias para completar este prazo; - segunda dose para pessoas de 30 anos. Só poderão tomar a segunda dose no dia 29 as pessoas de 30 anos cuja data do cartão de vacina esteja marcada para até 5 de novembro. É necessário levar o cartão de vacina, o documento de identidade, CPF e comprovante de residência em Belo Horizonte;

Leia mais:
BH deve liberar retorno do público nos jogos de vôlei, basquete e futsal em ginásios fechados
Parque Municipal de BH pode ser reaberto em novembro, diz secretário de Saúde Jackson Machado
Minas confirma 1,8 mil casos e 52 mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas