Belo Horizonte e Contagem, na região metropolitana, vão receber, nesta semana, soluções sustentáveis contra enchentes e inundações. Os chamados jardins de chuva serão entregues nesta sexta-feira (22).

Uma aliada no combate ao alagamento de áreas, a técnica utilizada neste projeto permite maior infiltração e retenção das águas das chuvas. A solução contribui com o escoamento da água, permitindo que ela seja filtrada pela vegetação e infiltrada no solo.

Feito em parceria com as prefeituras de cada uma das cidades, os jardins de chuva são uma iniciativa do INTERACT-Bio, coordenada pelo ICLEI - Governos Locais pela Sustentabilidade e financiada pelo Ministério Federal do Meio Ambiente da Alemanha. De acordo com a ICLEI estas obras buscam implementar um modelo de infraestrutura mais inteligente para resolver problemas urbanos, através de melhorias na utilização e gestão dos recursos naturais em grande cidades.

A desenvolvedora do projeto explica que esse tipo de jardim auxilia ainda na recarga do lençol freático, aumentando a biodiversidade e melhorando o microclima local e a qualidade do ar. A implantação do projeto custou cerca de 50 mil euros, um valor estimado em mais de RS 250 mil no câmbio atual.

Em Belo Horizonte, o primeiro jardim de chuva será implantado no Parque Municipal Fazenda Lagoa do Nado, região da Pampulha. 

Jardim de chuva BHParque Municipal Fazenda Lagoa do Nado, em Belo Horizonte.

Contagem

Contagem deve inaugurar nesta semana o jardim da Praça Presidente Tancredo Neves.

A prefeitura da cidade explicou que os critérios para a seleção de plantas são técnicos e contemplam espécies resistentes a períodos de seca e chuvosos. No município, por exemplo, foram selecionadas 4.300 mudas de variadas espécies dos biomas Cerrado e Mata Atlântica, que serão capazes de suportar condições de alagamento temporário e estiagem prolongada.

Segundo a empreiteira que realiza a obra em Contagem, outra técnica utilizada na solução são a construção de pequenos leitos, com 1,20 m de profundidade, compostos com uma primeira camada feita de materiais recicláveis, seguidos de outra camada composta com brita, areia, terra reposta e terra adubada. 

Jardim de chuva Contagem

Obra no jardim na Praça Presidente Tancredo Neves, Contagem.

Leia Mais:
‘É para evitar sofrimento’, diz Kalil sobre ações para suavizar danos durante período chuvoso em BH