Dois novos pontos de Belo Horizonte recebem, a partir desta sexta-feira (5), a instalação de barreiras sanitárias como reforço nas ações de segurança contra a Covid-19. Os controle de acesso à capital estão sendo feitos na estação central do metrô, na Praça da Estação, e na rodoviária, no Centro.

Em dois dos principais locais de circulação de pessoas na metrópole, a fiscalização ocorre apenas na parte da manhã. Na rodoviária, as ações começam a partir das 6h e na estação do metrô, das 7h às 17h. “É um esforço de guerra. Estamos buscando todas as informações possíveis. Para atingir o maior número de pessoas, vamos fazer ações na parte da manhã, onde temos a maior circulação. Nesses locais, não faremos na parte da tarde para não atingirmos as mesmas pessoas de antes. Os trabalhos seguem nos próximos dias e podemos alternar as estações de metrô, assim conseguimos ampliar a capacidade”, comentou o Secretário Municipal de Segurança e Prevenção da PBH, Genilson Ribeiro Zeferino.

A medida também visa avaliar e entender um dos principais indicadores de monitoramento da pandemia, em alta na cidade desde o início da semana: a taxa de transmissão por infectado, o chamado Rt. O índice ficou no alerta vermelho do gráfico – marcando 1,20 –, em estado de alerta máximo, em três dos últimos quatro dias. Apenas ontem (4) registrou queda, chegando a 1,18.

“Queremos traçar o perfil das pessoas e entender o aumento da taxa de transmissão para também entender o fluxo de contaminação na cidade, por isso escolhemos alguns pontos específicos, considerando alguns critérios. Na rodoviária, uma barreira foi implantada às 6h, no horário de maior fluxo de pessoas. Então fizemos a leitura do cenário da manhã. Depois viemos para a estação central do metrô, onde cerca de 30 mil pessoas passam no período da manhã”, acrescenta Genilson Ribeiro.

Em três vias da cidade – avenida Nossa Senhora do Carmo, sentido Centro; avenida Dom Pedro l, entroncamento com a Cristiano Machado e avenida Amazonas, altura do Anel Rodoviário, sentido Centro – estão as outras barreiras. Elas funcionam das 9h às 17h. Ainda de acordo com o secretário, ônibus, principalmente os que atendem cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte, também serão abordados durante a fiscalização.

Na ação, agentes da prefeitura checam a temperatura e verificam sintomas do novo coronavírus na população. Além disso, ainda orientam sobre medidas de prevenção, como o uso de máscaras, a higienização das mãos e o distanciamento social. Casos suspeitos da doença serão orientados a procurar um serviço de saúde.

Confira endereços e horários das barreiras sanitárias em BH:

  • Avenida Nossa Senhora do Carmo, sentido Centro: das 9h às 17h
  • Avenida Dom Pedro l, entroncamento com a Cristiano Machado: das 9h às 17h
  • Avenida Amazonas, altura do Anel Rodoviário, sentido Centro: das 9h às 17h
  • Rodoviária, Centro: às 6h
  • Estação central do Metrô, Praça da Estação: das 7h às 11h. 

Leia mais:
Ocupação elevada de UTIs pode aumentar média de vítimas de covid-19
Minas registra mais de 7 mil casos de Covid-19 em 24 horas; número de mortes passa de 19,2 mil
Fiocruz detecta variante mais transmissível do novo coronavírus em mais de 30% dos casos em Minas