Paralisia infantil, febre amarela, HPV, meningite e hepatite. Essas são algumas das doenças com vacinas gratuitas disponíveis nos postos de saúde. Mas, mesmo com a oferta das imunizações pelo Ministério da Saúde, muitos pais e responsáveis não têm levado os filhos para receberem as doses capazes de prevenir diversas enfermidades.

Por isso, uma campanha de multivacinação foi lançada nesta segunda-feira (5) em todo o Brasil. Em Belo Horizonte, conforme a prefeitura, as vacinas disponíveis são: BCG, Pentavalente, Rotavírus, Hepatite A, Hepatite B, Meningo C, Meningo ACWY, Pneumo 10, Tríplice Bacteriana, Tríplice Viral, Varicela, Febre Amarela, HPV, Dupla Adulto e Tríplice Bacteriana tipo Adulto. 

Também hoje foi lançada a campanha contra a poliomielite, que provoca a paralisia infantil. A vacina, em formato de gota, deve ser aplicada em crianças entre 1 e 4 anos. Na capital, a meta da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) é imunizar 105 mil crianças.

Os demais imunizantes têm como público-alvo menores de 15 anos, não vacinados ou com esquemas incompletos de qualquer vacina. Com a campanha, a intenção é atualizar a caderneta de vacinação.

"Essas vacinas serão aplicadas conforme a necessidade individual de imunização constatada", explicou a prefeitura. Para que os profissionais de saúde possam avaliar a situação das crianças e adolescentes, é fundamental que os responsáveis levem o cartão de vacinação.  As duas campanhas vão até o dia 30.

Os endereços e horários de funcionamento dos postos de BH podem ser acessados aqui. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), os espaços de vacinação têm entradas separadas dos demais atendimentos e os profissionais atendem somente na imunização. Por isso, não há risco de contaminação pela Covid-19.

"Todos foram orientados quanto à proteção e cuidados contra o novo coronavírus. Para entrada nas unidades de saúde é obrigatório o uso de máscaras. Em crianças até dois anos não é indicado o uso de máscara", destacou o órgão.

Sarampo em adultos

Adultos entre 20 e 49 anos também podem ser imunizados contra o sarampo. Para a proteção contra a doença são necessárias duas doses para quem tem até 29 anos de idade. 

A imunização contra sarampo de 20 a 49 anos é realizada com aplicação indiscriminada da vacina, ou seja, mesmo os que já têm o cartão em dia pode receber a vacina

Leia mais:
Campanhas de vacinação contra pólio e outras doenças começam na segunda-feira em BH