BH reabre hoje boa parte do comércio não essencial, após mais de um mês de endurecimento nas regras de funcionamento das atividades. Agora, bares, restaurantes, salões de beleza e academias podem abrir as portas. O desafio é manter os indicadores que monitoram a pandemia estáveis em meio às variantes da Covid-19, que causam a forma mais grave da doença.

A prefeitura optou pela liberação visando o Dia das Mães, segunda data mais importante do ano para os lojistas, que tentam recuperar o atraso e colocar parte das contas em dia.

Mesmo assim, o momento não é de relaxamento. A taxa de ocupação das terapias intensivas destinadas ao tratamento do coronavírus se mantém no nível vermelho na capital mineira. De acordo com o boletim epidemiológico e assistencial da última terça-feira, 83,1% dos leitos estão em utilização, um aumento de dois pontos percentuais em relação a segunda-feira, data de anúncio da flexibilização.

Por outro lado, o número médio de transmissão do vírus segue caindo diariamente, saindo de 0,93, em 9 de abril, para 0,87 na sexta-feira. Porém, o índice voltou a crescer na segunda e na terça, atingindo 0,92. 

Segundo o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão de BH, André Reis, apesar do novo crescimento, a tendência é de que essa taxa se estabeleça entre 0,85 e 1. “Estamos na expectativa de manter. Não vai continuar baixando progressivamente, acho que vai se estabilizar em algum momento”.

Enquanto isso, a utilização das enfermarias apresentou queda por duas semanas, baixando de 82,5% no dia 5 de abril para 58,9% na última segunda. Porém, assim como os outros indicadores apresentou leve variação na terça, chegando a 59,1%. Mesmo assim, a PBH segue confiante para avançar em novas reaberturas. “Esperamos que daqui 15 dias possamos fazer novas liberações para que a cidade possa progredir e tenhamos uma redução”, disse o secretário.

Os outros setores do comércio seguem no radar da gestão. Parques e praças devem ser reabertos nos próximos dias. Também está na pauta a Feira Hippie. “A gente vai trabalhar para isso (reabrir). Sabemos a importância do Dia das Mães. Estamos preocupados com isso, e é um ponto que estamos prestando atenção”. 

Confira os horários de funcionamento de alguns estabelecimentos:
- Bares e restaurantes: das 11h às 16h, de segunda a sábado, com venda de bebida alcoólica. Aos domingos, apenas delivery ou retirada no formato drive-thru.

- Comércio varejista e lojas de material de construção: 7h às 21h

- Restante do comércio não essencial: das 9h às 20h, de segunda a sábado

- Shoppings: das 10h às 21h, de segunda a sábado

- Salões de beleza, centro de estética e academias de ginástica: sem restrição, com marcação de horário

- Estabelecimentos no formato drive-in: das 14h às 24h

Leia mais:

Aulas presenciais nas escolas infantis de BH retornam no dia 3 de maio, define prefeitura

Alunos do ensino infantil terão aula presencial no máximo duas vezes por semana em BH