Belo Horizonte registrou a primeira morte por Covid-19 em um morador com menos de 14 anos, segundo o boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura, divulgado nesta sexta-feira (9).

A capital tem um total de 1.341 mortos pelo vírus desde o início da pandemia e, até o balanço desta sexta, todas as vítimas da doença eram maiores que 20 anos. Entre elas, 1.107 (82,6%) são idosos; 200 (14,8%) tinham entre 40 e 59 anos; e 33 (2,5%), entre 20 e 39 anos.

Quanto ao número de casos, a cidade tem 44.354 confirmados e 2.357 pacientes ainda estão em acompanhamento (internação ou isolamento domiciliar) e 40.656 moradores da cidade já se recuperaram da doença.

No levantamento por regionais, a Oeste tem o maior número de mortes (168), uma a mais que a Noroeste (167). Na sequência, aparecem Nordeste (165), Venda Nova (157), Leste (153), Barreiro (149), Norte (136), Centro-Sul (122) e Pampulha (124).

Já o número médio de transmissão por infectado (Rt) se manteve estável em 1,06, mesmo índice do dia anterior. Isso quer dizer que, neste momento, 100 infectados transmitem o vírus, em média, para 106 pessoas. O indicador está em nível amarelo, de alerta.

Os outros dois indicadores de monitoramento estão controlados. A taxa de ocupação de UTIs reservadas a pacientes com Covid é de 36,7%, enquanto para os leitos de enfermaria é de 33,0%. Abaixo de 50%, esses indicadores ficam no nível verde, sob controle.