Esfriou em Belo Horizonte, e não foi pouco. A capital mineira registrou a temperatura mais baixa do ano no início da manhã desta terça-feira (26), com 10,8ºC. Mas, por causa dos ventos, a sensação térmica foi ainda menor, atingindo 0ºC. Esse registro, conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ocorreu na estação Santo Agostinho, na região Sul da cidade.

Até então, o recorde de frio havia sido registrado no início do mês, quando os termômetros marcaram 12ºC. Para quem gosta, uma boa notícia. Na madrugada de quarta-feira (27) a previsão é de mais frio. "Podemos ter novo recorde de baixa temperatura", informou o meteorologista Cléber de Souza.

Conforme o especialista, uma massa de ar polar fria e seca atua no Estado, derrubando bruscamente a temperatura em vários municípios. "É ela que está causando esse frio intenso. E a massa de ar polar segue pelo menos até amanhã", disse. Em BH, nos próximos dias, não há previsão de chuva.

Nesta terça, a máxima não deve ultrapassar os 22ºC.

Em Minas

Além de BH e região metropolitana, a massa de ar polar também atua em outras regiões mineiras. Triângulo, Zona da Mata, Oeste e Campos das Vertentes também tiveram recorde de baixa temperatura nesta terça. A mínima do dia no Estado foi de 1,3ºC, em Maria da Fé, no Sul de Minas.

O frio pode ficar ainda mais intenso em todas essas regiões, com previsão de geada no Sul do Estado. "Lá, deve chegar a 0ºC", informou Cléber. A partir de quinta-feira os termômetros começam a subir no território mineiro.

Leia também:
Coronavírus: Estados Unidos antecipam em dois dias restrição de viagens do Brasil
Caixa paga nesta terça-feira segunda parcela de auxílio emergencial; confira calendário
Índice de clima econômico no Brasil cai para 60,9 pontos negativos