O verão começa amanhã, mas o forte calor já é realidade em Belo Horizonte. Ontem, os termômetros registraram 33ºC na capital, o dia mais quente deste dezembro, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

Meteorologista do Climatempo, Marina Vieira explica que as altas temperaturas também são comuns no período de transição entre as estações. “Embora exista a data oficial, na prática já estamos tendo dias mais longos e muito quentes”, afirma. 

Porém, ela reforça que o calor será ainda mais intenso até maio de 2019. “Estamos entrando em um período com interferência do El Niño. A tendência é de clima elevado e temporais”. O fenômeno ocorre quando há o aumento da temperatura das águas do oceano Pacífico.

Conforme o Inmet, além de dias mais longos, no verão também ocorrem mudanças rápidas nas condições do tempo, que podem levar a chuvas de curta duração e forte intensidade, principalmente à tarde. A região Sudeste é uma das que terá mais temporais nesta época.

A capital mineira não deverá fugir do esperado. De acordo com o meteorologista Claudemir Azevedo, do Inmet, os termômetros na metrópole poderão marcar entre 18ºC e 28ºC. “Teremos chuvas dentro da média e temperaturas mais elevadas”, pontuou.

Riscos

Em meio a esse cenário, os médicos reforçam o alerta para a necessidade e cuidados. “Dentre os riscos, queimadura e desidratação”, frisa Reginaldo Valácio, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica - Regional Minas Gerais. Para evitar problemas, as dicas são beber bastante água e usar chapéus.