Após uma pequena temporada de chuvas fortes e rápidas em Belo Horizonte e Região Metropolitana neste janeiro, o céu claro e praticamente sem nuvens começa a dar lugar aos dias nublados. A temperatura mínima registrada neste domingo (12) foi 21°C e a máxima prevista, 34°C, considerada a maior deste ano, até então. Não há previsão de chuvas ao longo do dia. A umidade relativa do ar está em torno de 35%, o que demanda atenção e cuidado. Manter-se hidratado é fundamental. 

Antes disso, a temperatura mais alta de 2020 registrada em BH havia sido na última sexta-feira (10), quando os termômetros marcaram 33,5°C. Já neste sábado (11), a mínima registrada foi 11°C e a máxima chegou a 31,8°C. 

Segundo explica o meteorologista Claudemir Azevedo, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a falta de nuvens é justamente o que contribui para que o calor chegue com mais força na capital. "Isso é comum no verão. Quando a chuva dá uma trégua, a temperatura costuma subir muito, mesmo porque, com a ausência de nuvens para a formação de chuvas, não há um bloqueio para a radiação do sol". 

Já para esta segunda-feira (13), a previsão continua sendo de muito calor e com as mesmas temperaturas deste domingo: mínima de 21°C e máxima de 34°C. No entanto, há possibilidade de chuvas fracas e isoladas no fim do dia. 

No Estado, o calor também é intenso em praticamente todas as regiões, com destaque para o Norte de Minas, onde o termômetro deve chegar aos 39°C em Espinosa, na divisa com a Bahia. 

Leia mais:

Temperatura sobe em BH e máxima passará dos 30°C
Campanha contra câncer de pele é estendida até o fim do verão