O turismo gastronômico cada vez mais ganha força em várias cidades no mundo. De acordo com dados do Ministério do Turismo (MTur), a gastronomia é muito importante para 89% dos turistas brasileiros e 97% dos estrangeiros.

É apoiada nessa mistura de temperos, cultura, gastronomia e turismo que a Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) vai fazer um mapeamento das experiências turísticas e gastronômicas da capital.

“A experimentação desperta emoções únicas e prazer que ficam na memória dos turistas e queremos mapear os locais que oferecem esse tipo de sensação nos turistas”, diz o presidente do órgão, Gilberto Castro.

Diretor de Marketing e Promoção da Belotur, Leonardo Nunes acrescenta que “a ideia é promover a gastronomia de Belo Horizonte como um produto turístico”.

O mapeamento das experiências turísticas e gastronômicas da capital deve começar assim que for contratada uma consultoria para realizar a pesquisa, que tem previsão de começar até novembro. O prazo para a divulgação do levantamento é no início do segundo semestre de 2022.     

Para o coordenador do curso de Gastronomia das Faculdades Promove, Jackson Cabral, o mapeamento "adoça" o mercado da metrópole e traz grandes possibilidades de transações para os empreendedores do segmento, além de reforçar o título de Belo Horizonte de Cidade Criativa da Gastronomia, concedido pela Unesco, em 2019.  

Acompanhe a entrevista na íntegra.