O grande número de furtos de livros da Biblioteca Municipal Baptista Caetano d’Almeida (BCA), em São João del Rei, região Central de Minas, fez a administração do espaço fazer campanha nas redes sociais para tentar barrar o crime.

Em comunicado postado na internet, a BCA lamentou os casos registrados no espaço. "Ao possibilitar que o usuário circule pelas estantes e retire o título desejado, estamos depositando confiança na pessoa que usa um bem público".

No post, a biblioteca informou que, por causa dos desfalques cometidos por "usuários inescrupulosos", deixará de comprar novas obras para repor as que foram levadas indevidamente.

Além disso, a BCA pede que donos de sebos e usuários não comprem livros com o carimbo da biblioteca. "Ajude a inibir a ação destas pessoas, pois, afinal, é o dinheiro de sua carteirinha de sócio que possibilita a atualização do acervo e a aquisição dos livros que você deseja ler".

Dentre as obras furtadas estão "O Cemitério de Praga", de Umberto Eco; "Crônicas de Nárnia", de C.S.Lewis; "A Menina Que Roubava Livros", de Markus Zusak; e "Percy Jackson & os olimpianos: A Maldição do Titã".
 

 

Ao possibilitar que o usuário circule pelas estantes e retire o título desejado, estamos depositando confiança na pessoa...

Publicado por Biblioteca Municipal Baptista Caetano d'Almeida em Quarta, 24 de fevereiro de 2016