O serviço de bicicletas compartilhadas oferecido pela da Grow, startup gerada pela fusão da Yellow e Grin, foi interrompido em Belo Horizonte e em outras 13 cidades brasileiras. A informação foi divulgada nessa quarta-feira (22). Os patinetes também serão retirados de circulação da capital mineira.

De acordo com a empresa, a medida é temporária. Porém, não há previsão de retorno. As bikes serão submetidas a um processo de checagem e verificação das condições de operação e segurança. Segundo a Grow, a ação faz parte de um processo de reestruturação da startup de micromobilidade.

A mudança também afeta os patinetes que estão presentes em cidades como BH, Brasília, Florianópolis, Vitória e Porto Alegre. Os equipamentos recolhidos serão enviados para São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba - locais onde o serviço será mantido.

A Grow disse que está em busca de parcerias públicas e privadas para, segundo a empresa, fortalecer e expandir a operação. Atualmente, ela atua em sete países da América Latina e já realizou mais de 20 milhões de corridas.

A startup ainda falou sobre os funcionários demitidos. Um trabalho é feito em parceria com uma consultoria de RH. "Agradecemos aos colaboradores que estiveram conosco e estamos buscando sua recolocação no mercado de trabalho. É importante ressaltar que todos terão resguardados os seus direitos trabalhistas", informou Jonathan Lewy, CEO da Grow.

Procurada, a BHTrans afirmou que não foi comunicada, já que o serviço é particular.