Inspirado no primeiro álbum de estúdio da banda pernambucana Chico Sciense e Nação Zumbi, "Da Lama ao Caos, lançado em 1994, o bloco Balai Lama agita neste momento a Praça Coronel Persival, em Santa Tereza. Embalados pelo mangue beat, os foliões vão percorrer algumas ruas no bairro até a chegada na Praça Coronel José Persilva.

Segundo um dos idealizadores do bloco, João Henrique Fernandes, o Balai Lama já participa da folia desde 2009, quando o Carnaval em Belo Horizonte era ainda um paradeiro. "Naquela época a gente se reunia e fazia acontecer, sempre com muita música de qualidade e pregando o desprendimento e a curtição sem vaidade", disse.

Outro diferencial do bloco, que também homenageia Dalai Lama, líder religioso do budismo tibetano, é o uso de instrumentos musicais reciclados.
"O meu tambor, por exemplo, achei em uma caçamba. Foi só reformar", contou.

Cerca de 30 pessoas acompanham a folia. Na trilha sonora, além dos hits da Nação Zumbi, marchinhas, músicas infantis e até canções da Madonna.