Ao responder a apoiadores sobre quando virá a Belo Horizonte, Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, na manhã desta segunda-feira (31), que o prefeito da capital, Alexandre Kalil (PSD), não vê problema 'em andar de moto' na cidade, em referência aos encontro de motociclistas que o presidente tem organizado pelo país.

"Vi um vídeo do Kalil e ele disse que não tem problema andar de moto, motocicleta, cavalo", defendeu Bolsonaro, em vídeo divulgado nas redes sociais de populares. O presidente da República já declarou que pretende replicar a motociata em BH. O evento reúne centenas de pilotos, em maioria sem máscaras de proteção contra a Covid-19.

Na última sexta-feira (28), Kalil comentou que o chefe da nação seria bem-recebido caso viesse à cidade. Segundo ele, "não existe proibição para andar de moto" em BH. "Pode andar a pé, de velocípede, a cavalo, do jeito que quiser", disse o prefeito em entrevista à TV Bandeirantes.

'Fechou demais'

Ainda em conversa com apoiadores na porta do Palácio do Alvorada, Jair Bolsonaro comentou as medidas adotadas pelo chefe do Executivo de Belo Horizonte para o combate à Covid-19 na cidade. Segundo o presidente, Kalil "fechou demais" o comércio. "A destruição de empregos foi enorme, patrocinada por alguns governadores e prefeitos", disse.

Leia mais:
Confira os horários de funcionamento do comércio em BH durante o feriado de Corpus Christi
Polícia Civil investiga morte de PM após suposto consumo de cerveja contaminada em Juiz de Fora
Saiba como ajudar famílias carentes na pandemia; conheça projetos e instituições da Grande BH