Os militares do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais atuaram em diferentes frentes de trabalho na assistência humanitária às vítimas do ciclone Idai, em Moçambique, nesta sexta-feira (5). A função envolve reposição de emergência dos serviços essenciais básicos como estradas, energia, água, comunicação, entre outros.

Além de ajudar na montagem de acampamentos para os desabrigados no Acampamento Temporário São Pedro, numa das regiões mais afetadas da cidade de Beira, os militares também estão trabalhando na desobstrução de estradas do país africano (veja vídeo acima).

Uma das importantes tarefas dos militares é levar 2 mil litros de diesel para as bombas que enviam água potável para a população, fato difícil devido às condições do rio que teve o volume de água muito alterado.