Pelo menos 20 militares do Corpo de Bombeiros de Minas partem, nesta quinta-feira (5), para uma nova missão: ajudar a combater as queimadas na Amazônia. A equipe irá embarcar em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) com destino ao município de Novo Progresso, na região Sudoeste do Pará. A previsão é que os bombeiros mineiros permaneçam na operação até o dia 20 deste mês. 

A viagem foi uma determinação do governo do Estado, quando o governador Romeu Zema (Novo) colocou a corporação à disposição para colaborar no combate aos incêndios. 

Na bagagem, além da experiência com as queimadas em matas mineiras, os bombeiros estão levando equipamentos de combate a incêndio florestal, como sopradores, abafadores, bombas costais (uma espécie de mochila que armazena 20 litros de água para combate ao fogo), drones de monitoramento, tecnologia de geoprocessamento e aparelhos GPS.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a corporação trabalha com um planejamento que permite a atuação em missões não previstas sem prejudicar o atendimento às demandas do Estado. Um exemplo disso foi a atuação dos militares na operação Moçambique e a própria atuação ininterrupta nas buscas em Brumadinho. 

Leia mais:

Amazônia de cada esquina: essenciais, árvores são 'eliminadas' até com óleo de cozinha em BH
Entenda como as queimadas na região amazônica podem impactar a economia mineira
BH pode estar sendo afetada por queimadas na região amazônica como São Paulo? Entenda