Somente entre 0h e 15h desta segunda-feira (28), o Corpo de Bombeiros registrou 60 solicitações para combater incêndios florestais na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O tempo seco e as altas temperaturas contribuem para o surgimento e a propagação das chamas em diversos pontos da região.

Um dos municípios mais afetados é Betim. Um incêndio teve início numa área particular do bairro Ingá e depois se espalhou para o parque ecológico Felisberto Neves, que é uma unidade de preservação ambiental importante na área urbana do município. Bombeiros e funcionários da prefeitura trabalharam para apagar as chamas, que ameaçam casas vizinhas.

O fogo atingiu cerca 20 mil metros quadrados de área verde particular e 2 mil metros quadrados da área de preservação do Parque Ecológico Felisberto Neves. A causa ainda é desconhecida e será apurada, de acordo com a prefeitura. Um boletim de ocorrência foi lavrado, citando a propriedade privada onde o fogo teve início. 

Perto dali, quatro viaturas dos bombeiros se deslocaram para apagar um incêndio no Jardim Brasília que poderia atingir casas do bairro. De acordo com a corporação, uma parte da equipe ficou com a missão de fazer o combate direto e proteger uma área de proteção ambiental, enquanto outra teve de cercar o fogo, para não que atingisse casas e carros. O incêndio já foi controlado e não houve danos ou vítimas.

incêndio parque betim

Além dos bombeiros, funcionários da Prefeitura de Betim trabalham no combate ao incêndio em parque

Em Belo Horizonte, um grande incêndio foi debelado pelos bombeiros durante a madrugada. Sete viaturas tiveram de atuar para combater as chamas numa mata do bairro Taquaril, na região Leste. Estima-se que 20 hectares tenham sido atingidos pelo fogo.

Interior

No interior do Estado, vários incêndios florestais também têm sido registrados. Um dos casos ocorreu nesta segunda-feira no Parque Estadual da Serra do Cipó, em Santana do Riacho. O local do incêndio é de difícil acesso, mas brigadistas do parque e bombeiros trabalham no combate.