Com barcos, o Corpo de Bombeiros resgatou 14 pessoas que estavam ilhadas em uma enchente ocorrida no fim da manhã desta quarta-feira (4), em Rio Pomba, na Zona da Mata. A Defesa Civil e os bombeiros vão percorrer bairros da zona rural do município para buscar por mais moradores ilhados. Ninguém ficou ferido.

Até o momento, são contabilizadas cerca de 60 pessoas desalojadas na cidade. A Defesa Civil interditou um prédio e oito casas – entre elas, uma moradia que desabou nesta terça-feira (3), um dia depois de a família receber o aluguel social e deixar o imóvel.

Desde o início da semana, moradores são alertados por servidores da prefeitura sobre os perigos das enchentes, mas algumas pessoas insistem em permanecer nos imóveis que podem ser atingidos, de acordo com a Defesa Civil.

Nesta quarta, por causa das chuvas e da enchente, a Secretaria Municipal de Educação suspendeu as aulas nas escolas Maria Marta Machado e Professora Ignácia de Abreu no período da tarde. O retorno das aulas será informado pela prefeitura por meio das redes sociais.

A inundação atingiu o sistema de abastecimento de água do município e a Copasa teve de interromper o serviço no município. A resolução do problema depende da descida no nível do rio Pomba, de acordo com a empresa.

A elevação do nível do rio Pomba deixa outros municípios em alerta, como Guarani e Cataguases.

Leia mais:
Cidades mineiras estão em alerta para transbordamentos de rios e enchentes

desabamento rio pomba

Houve desabamentos e desmoronamentos em Rio Pomba