Em 24 horas, as secretarias estaduais e municipais de saúde registraram 12.969 novos casos de Covid-19. Também foram confirmadas 390 mortes em razão de complicações associadas à doença.

Com essas estatísticas, o total de vidas perdidas para a pandemia chegou a 603.855. Ainda há 3.084 óbitos em investigação.

Com os novos casos, o total de pessoas que contraíram Covid-19 no país alcançou 21.664.879. Ainda conforme as autoridades de saúde, há 222.836 casos em acompanhamento.

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no balanço diário desta terça-feira (19). A atualização sistematiza as informações sobre casos e mortes levantadas pelas secretarias municipais e estaduais de saúde.

Até esta segunda-feira, 20.838.188 pessoas se recuperaram da Covid-19. O número corresponde a 96,2% dos brasileiros infectados s pelo novo coronavírus desde o princípio da pandemia.

Os números em geral são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Nas terças-feiras, em geral, há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por Covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (151.210), Rio de Janeiro (67.652), Minas Gerais (55.229), Paraná (39.941) e Rio Grande do Sul (35.224).

Já os com menos óbitos resultantes da doença são Acre (1.842), Amapá (1.989), Roraima (2.019), Tocantins (3.839) e Sergipe (6.023). Acre e Amapá não tiveram novas mortes entre ontem e hoje.

Vacinação

No total, até o início da noite de hoje, o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 261,4 milhões de doses no Brasil, sendo 151,5 milhões da primeira dose e 109,9 milhões da segunda dose e dose única.

Foram aplicadas quatro milhões de doses de reforço. No total, foram distribuídas 320 milhões de doses a estados e municípios.

Leia Mais:
CBF libera a presença da torcida visitante em jogos
Pandemia de Covid-19 seguirá impactando economia brasileira até 2050, aponta estudo
Transmissão da Covid-19 se estabiliza em BH; ocupação dos leitos de UTI e enfermaria apresentam alta