A Polícia Civil vai investigar em que circunstâncias em que ocorreu a morte do empresário José Cláudio Pires Lages, de 59 anos. Ele faleceu após se envolver em uma briga com a namorada, de 43 anos. Ela também ficou ferida na ocorrência, foi socorrida em estado grave e está internada.
 
Conforme a Polícia Militar, testemunhas contaram que o casal discutiu na chácara do rapaz, que fica no condomínio Quintas da Rocinha, em Itabira, região Central de Minas, na noite de domingo (14). Quando o Serviço de Atendimento Móvel de urgência (Samu) chegou ao local, a mulher estava caída próxima da garagem. Ela havia sido esfaqueada e apresentava um corte profundo nas costas. A mulher foi socorrida e levada para o Hospital de Itabira, onde permanece internada.
 
O empresário, por sua vez, estava caído, e já sem vida, próximo do fogão de lenha. As causas da morte ainda não foram reveladas. O corpo foi removido e será periciado.
 
Briga
 
Testemunhas relataram aos militares que o casal estava em casa quando, por volta das 19 horas, a mulher ligou para a vizinha informando que havia sido esfaqueada. No local, a vizinha encontrou a mulher caída, que falava a todo momento que "eu queria ir embora e ele falou que eu só saia morta".
 
Os relatos são de que dois filhos da mulher estavam em casa. Ela teria dito às testemunhas que após o jantar, informou para o namorado que iria embora para dar atenção aos filhos. Contudo, o empresário teria ido atrás dela e a golpeada.
 
A mulher contou que conseguiu levantar com a ajuda dos filhos, ido até o homem e chutado as genitálias dele. Depois disso, ela alega que não sabe o aconteceu. O delegado responsável pela investigação, Juliano Alencar Martins, informou que irá esperar a mulher ter alta do hospital para ser ouvida.