Uma briga generalizada aterrorizou torcedores que chegavam ao Mineirão no fim da tarde deste domingo (1º) para a partida entre Cruzeiro e Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. A reportagem do Hoje em Dia estava no local e presenciou parte da confusão, ocorrida na esquina das avenidas Coronel Oscar Paschoal e Abrahão Caram. Um torcedor do clube carioca ficou ferido e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 

Durante a pancadaria, parte dos torcedores vascaínos chegaram a invadir o estacionamento do Mineirinho para se esconder. Pouco tempo depois agentes efeturaram disparos de bala de borracha para disperar os cruzeirenses. A motorista de aplicativo de transporte ​Sharon Alves presenciou toda a briga.

“Eu estava no sinal. Era a primeira na fila quando vi um monte de cruzeirenses batendo num rapaz. Os outros que estavam com ele correram para o Mineirinho. Dois carros da Guarda Municipal passaram na hora. Fiquei buzinando, mas eles não viram. Já vi guardas dando tiro com bala de borracha. Será um jogo com confusão. Estou falando para meus colegas, nos grupos, para evitarem vir para cá", conta. 

Segundo uma outra testemunha, que não quis ser identificada, o grupo de torcedores do Vasco descia a avenida Coronel Oscar Paschoal quando, na esquina com a Abrahão Caram, depararam com membros da torcida organizada "Pavilhão".

"Já devia ter rolado algo lá para cima, pois eles já desceram correndo. Um dos vascaínos caiu e ficou muito ferido, está com muito sangue", detalha. 

No local, várias viaturas da Polícia Militar (PM) estão saindo com sirenes ligadas em direção à Lagoa da Pampulha. Além disso, bombas de gás eram disparadas nas proximidades do Mineirinho. A corporação foi procurada pela reportagem, mas informou que até o momento não há o registro de nenhuma briga generalizada nos arredores do estádio. 

Aguarde mais informações