O goleiro Bruno Fernandes vai questionar judicialmente a paternidade do filho de Eliza Samúdio, Bruninho. Daqui a duas semanas, o advogado dele, Lúcio Adolfo, pedirá a realização de um teste de DNA no garoto e a redução da pensão alimentícia de R$ 22 mil. 

“Quero fazer tudo dentro da legalidade. Quando decidiram esse valor de pensão, ele ganhava R$ 150 mil. Agora é desempregado. Além disso, será que o menino é filho dele mesmo? Nunca foi feito um exame”, questiona o advogado. 

Enquanto estava preso, Bruno não pagava a pensão. Mas agora, em liberdade, terá que desembolsar o dinheiro. Para as duas filhas que tem com a ex-esposa Dayanne Souza, ele deverá pagar um salário mínimo de pensão alimentícia. 

A gravidez de Eliza Samúdio teria sido o motivo das desavenças com a ex-modelo que, em 2010, culminaram na morte dela e na prisão de Bruno por seis anos e sete dias. 

O atleta foi condenado a 22 anos e três meses por assassinato e ocultação de cadáver, além de cárcere privado do menino, que na época não tinha nem um ano de idade. Agora, com 7, a criança vive com a avó e mãe de Eliza, Sônia Moura. A reportagem tentou contato com a família, sem sucesso.

O advogado Lúcio Adolfo acompanhou o cliente ontem no fórum de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Ambos estiveram na secretaria de execução criminal revelando o endereço adotado por Bruno, cumprindo o determinado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello. Inicialmente, ele residirá em BH, mas a mudança poderá vir em breve.

Bruno poderá ser o garoto propaganda de uma campanha para divulgar o método Apac; o motivo foi o sucesso da frase dita por ele quando saiu da unidade de Santa Luzia, na última sexta-feira: “A Apac é uma obra de Deus”

“O Bruno pode ir até para o exterior se quiser”, afirma o advogado, já explicando que essa não é a intenção. O goleiro estaria negociando com nove times de futebol, sendo três no interior de Minas, três no Rio de Janeiro, dois em São Paulo e um em Brasília. Os clubes não foram revelados, mas o futuro profissional do jogador deverá ser definido nos próximos dez dias.

Até que isso ocorra, Bruno irá passar um período no Rio de Janeiro, na casa da atual esposa Íngrid Calheiros.

Sem falar uma palavra, Bruno chegou ao fórum vestindo uma camisa da Velha Guarda da torcida Galoucura Norte. Lá, foi abordado por um homem que usava uma máscara de um cachorro. A figura, identificada como Turuna, disse que queria fazer uma homenagem ao ex-goleiro do Flamengo. Outras pessoas também fizeram questão de cumprimentá-lo e até mesmo tirar algumas fotos.