Uma parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte e a empresa chinesa Hikivision vai garantir um reforço no sistema de videomonitoramento das praças, ruas e avenidas da capital durante o Carnaval de 2020. 

As câmeras de segurança foram instaladas pela Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel) em pontos movimentados da folia. “Nós conseguimos essas câmeras de forma gratuita, a custo zero. Belo Horizonte será um piloto para a utilização destes equipamentos de ponta, que possuem a mais moderna tecnologia em monitoramento”, explicou o presidente da Prodabel, Leandro Garcia.

Duas dessas câmeras vão ficar no alto de dois totens, onde os foliões vão poder apertar um “botão de pânico” e fazer denúncias, avisar sobre possíveis assaltos e ocorrências. O interlocutor será visto, em tempo real, no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP), e terá resposta imediata de um agente.

Os equipamentos já estão sendo testadas e vão ficar em frente à Igreja da Pampulha e na Praça da Savassi. Outros dois equipamentos de videomonitoramento, também cedidos pela empresa chinesa, serão instalados na Praça Sete e na Praça da Estação. Eles possuem 9 câmeras de monitoramento cada um, o que permite imagens em 360 graus, possibilitando um acompanhamento completo da movimentação ao redor.