Uma boa notícia diante do cenário caótico da Covid-19 em Belo Horizonte, já há dados de que o número de internações e de mortes na população acima de 80 anos reduziu significativamente em março, de acordo com o médico infectologista do Comitê de Enfrentamento à doença, Unaí Tupinambás.

A explicação é que como esse público é prioritário e foi um dos primeiros a receber a dose da vacina, isso indica que o imunizante já está fazendo efeito e o reflexo está na redução dos casos, “é um alento, um sinal de esperança que a vacina vai funcionar a despeito das variantes que podem escapar da resposta imune”, explica Unaí Tupinambás.  

O boletim epidemiológico da PBH, divulgado nessa quarta-feira (24), demonstra que 83,46% das mortes registradas na capital desde o início da pandemia ainda são de pessoas acima de 60 anos, com 2.546 óbitos.

Apesar da vacinação estar lenta por falta da própria vacina, o cronograma da PBH já foi ampliado. Nesta sexta-feira (26) é a vez de idosos com 73 e 74 anos e, no sábado (27), moradores com 72 anos.

A PBH informa que o horário para vacinação foi ampliado e agora será das 7h30 às 16h30 nos centros de saúde e nos postos extras. Nos postos drive-thru, o horário será das 8h às 16h30. O idoso precisa levar documento de identidade, CPF e comprovante de residência. Confira a lista com os locais de vacinação na capital.

Todos devem estar de máscara e respeitar o distanciamento nas unidades. O ideal é que o idoso leve, no máximo, um acompanhante para evitar aglomerações.