Um caminhoneiro de 42 anos foi preso por corrupção ativa após ser abordado em um blitz na BR-381, em Lavras, no Sul de Minas.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem conduzia o veículo M. Benz Actros, placa de São Paulo, com carga de gasolina sem documentação fiscal. Durante a blitz, ele teria apresentado uma nota fiscal falsa. Depois de ser consultada no sistema da Receita Estadual, ficou comprovado que a carga não possuia nota.

O condutor ofereceu R$ 1 mil para os policiais, com a intenção de liberar a carga de 47.000 litros de gasolina e o referido veículo. O envolvido foi conduzido para delegacia de polícia de Lavras e a carga encaminhada para Receita Estadual de Varginha.