Acontece na manhã desta quinta-feira (23) o julgamento do caminhoneiro Leonardo Faria Hilário que se envolveu em um acidente com cinco vítimas e doze feridos no Anel Rodoviário, em janeiro de 2011. É o primeiro caso de crime de homicídio no trânsito que será julgado por um júri de Belo Horizonte.

Em 2012, o II Tribunal do Júri acatou argumentos da defesa que apontava que o caminhoneiro não tinha a intenção de provocar o acidente. No entanto, dois anos depois o Ministério Público recorreu da decisão e, em novembro de 2014, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais acatou recurso mantendo a denúncia por dolo eventual, considerando que o motorista assumiu o risco de causar acidente.

Leonardo Faria Hilário acompanha o desenrolar de seu processo na justiça em liberdade desde 2011 quando foi concedido um habeas corpus com salvo-conduto.