Motociclistas de Belo Horizonte são convidados a participar da 5ª edição da campanha “Ande Seguro”, promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), através da Câmara Setorial Duas Rodas. Durante o lançamento da campanha, que aconteceu na manhã desta terça-feira (7), em frente a sede da CDL/BH, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, 125 motociclistas pararam na blitz educativa para receber check-up das motos, instalação de antenas corta cerol, panfletos informativos, orientações sobre segurança e kit lanche.

A campanha “Ande Seguro” terá a duração de três meses, e nesse período haverá abordagens educativas em pontos estratégicos de Belo Horizonte e em regiões com alto índice de acidentes nas regionais Centro-Sul, Venda Nova, Oeste e Noroeste. As paradas serão realizadas sempre as terças e quintas-feiras. Durante as ações, os motociclistas também vão participar de sorteio de brindes.

O diretor da Câmara Setorial Duas Rodas, Milton Furtado, explica que durante as paradas itens como capacetes, freios, pneus, rodas e condições gerais das motocicletas serão avaliados. “O objetivo é conscientizar os motociclistas sobre a importância de manter o veículo sempre em bom estado e com as revisões em dia, e de que é essencial o uso de equipamentos de segurança”, alerta.

Em 2017, no período da realização da campanha, houve redução de 6,1% no número de acidentes envolvendo motocicletas, o que gerou uma economia de cerca de R$ 2,5 bilhões para os cofres públicos. Na última edição do “Ande Seguro” foram realizadas 18 paradas com a participação de 3.210 motociclistas e como resultado foi constatado que 76% das motocicletas, que circulavam em Belo Horizonte e na Região Metropolitana, estavam em boas condições de uso. Os veículos que estavam em estado razoável somavam 20% e apenas 4% estavam ruins.

Histórico

Este ano, a campanha entra em uma segunda fase, que visa conhecer o histórico dos motociclistas. Por isso, foram incluídas novas perguntas no questionário respondido por quem passa pelas blitzes educativas. Serão abordados pontos como quantos quilômetros e o tempo que roda por dia, se já sofreou acidentes e quantos dias ficou parado por isso, se possui plano de saúde. “Com isso queremos conhecer melhor quem são os motociclistas que circulam na capital e saber quais são as reais necessidades do setor”, comenta o diretor da Câmara Setorial Duas Rodas, Milton Furtado.

Dados do setor de motociclismo

De acordo com um levantamento feito pelo Detran/MG, até o último dia 30 de julho, em Belo Horizonte, circulam 1.945.303 veículos, sendo que 217.717 são motocicletas. Desde 2009, o número da frota de motocicletas circulando na Capital aumentou em mais de 68 mil.

Ainda de acordo com o levantamento do Detran/MG, até junho de 2018, apenas o Hospital João XXIII atendeu 2.073 pessoas vítimas de acidentes com motocicleta. Em todo o ano de 2017, foram atendidas 5.427 pacientes envolvidos em acidentes com este tipo de veículo.

Próxima Parada

A próxima parada será realizada nesta quinta-feira (9), das 15h às 17h, na avenida Abílio
Machado, número 2.705.

Parceiros

A realização da 5ª edição da campanha “Ande Seguro” conta com o patrocínio da X11 Expert Riders e Production Eventos. No copatrocínio estão Hanbai Motos, By Moto, Triumph BH e Cervejaria Backer. Detran/MG, Federação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), BHTrans, Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH), Signaltec, Sobre Rodas e do Sindicato dos Motociclistas de Minas Gerais (Sindimotocicli-MG), apoiam a campanha.

Confira a programação das paradas educativas da campanha “Ande Seguro” aqui.