Uma ação social promovida por alunos do Centro Pedagógico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) vai arrecadar livros para recompor bibliotecas de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que tiveram o acervo comprometido pelo rompimento da barragem B1 da Vale, em janeiro deste ano. A partir desta segunda-feira (21), quem quiser ajudar pode entregar as doações no campus Pampulha, de 8h às 22h, até o dia 11 de novembro

A campanha Livro é Vida, mediada pelas professoras Renata Amaral e Malba Barbosa, foi pensada após a notícia do rompimento comover os alunos durante as aulas. Malba é professora de geografia e, em suas aulas, explicou a situação ambiental do rompimento. Já nas aulas de Renata, de Língua Portuguesa, foram analisados textos de notícias sobre o assunto.

"Tudo isso gerou nos alunos uma vontade de ajudar as vítimas de Brumadinho. Daí veio a campanha Livro é Vida”, conta a professora Renata Amaral.

Confira o vídeo da campanha:

*Com informações da UFMG. 

Leia mais:

Atingidos pela Vale em Brumadinho entram na Justiça alemã contra a Tüv Süd
Indenização por desastre com barragens não é renda, define projeto