Campanha Natal Sem Fome é lançada em Minas com o desafio de dar fim de ano digno a famílias carentes

Bernardo Estillac
bernardo.leal@hojeemdia.com.br
18/11/2021 às 20:03.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:17
 (Foto: Sarah Torres/ALMG)

(Foto: Sarah Torres/ALMG)

A Campanha Natal sem Fome foi lançada oficialmente em Belo Horizonte nesta quinta-feira (18), com o desafio de oferecer um Natal digno a milhares de pessoas que vivem em situação de pobreza extrema, miséria e grande vulnerabilidade social. Até 17 de dezembro, é possível doar qualquer quantia à Organização Não Governamental Ação da Cidadania, fundada pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, em 1993. O dinheiro será usado para a compra de cestas básicas. Também serão arrecadados brinquedos novos.

Quase 117 milhões de brasileiros vivem com algum grau de insegurança alimentar e 19,1 milhões passam fome, segundo dados da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), parceira da ONG. Presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, a Ação da Cidadania é responsável por uma das maiores mobilizações solidárias da sociedade civil, que já arrecadou mais de 34 mil toneladas de alimentos, ajudando a mais de 20 milhões de pessoas por todo o Brasil. Em Minas, a  Assembleia Legislativa apoia a ação social e mobilizou vários parceiros para colaborarem. Durante o lançamento do Natal Sem Fome 2021, o diretor-executivo do Hoje em Dia, Rodrigo Cheiricatti, assinou uma carta-manifesto junto com outros veículos de comunicação que se comprometeram a ajudar com a divulgação das ações e dos meios de arrecadação. 

O cantor Maurício Tizumba e o Tambor Mineiro, grupo formado por mulheres percussionistas, encerraram a cerimônia de lançamento. O músico também discursou e falou sobre a importância da união de todos no combate à fome, que volta a crescer no Brasil depois de um momento de estagnação.

“Nós estamos com um país dividido e se você escreve uma carta que possa unir as pessoas, a gente vai ter um resultado muito bom com essa campanha, eu acredito nisso. Eu sou um camarada que trabalha com campanha de alimentos, de agasalho, de brinquedos há uma vida inteira e eu não desisto e eu não estou sozinho, muitas pessoas estão comigo”, disse Tizumba, falando sobre a parceria dos meios de comunicação na divulgação da campanha.Foto: Sarah Torres/ALMG 

Rodrigo Cheiricatti assina carta-manifesto em apoio à campanha Natal Sem Fome

O diretor-executivo do Hoje em Dia, Rodrigo Cheiricatti, se dispôs a utilizar o alcance do veículo para divulgar ações sociais.

“É uma honra participar de uma ação como esta e o jornal Hoje em Dia, pela expressividade que tem, jamais poderia ficar de fora. Naturalmente a gente tem a capacidade de chegar a diversos lugares. Então acredito que a soma das forças vai potencializar e tornar essa ação talvez a mais expressiva das últimas que aconteceram. O Hoje em Dia estará sempre à disposição, sempre aberto para participar desse tipo de ação”, disse.

Para a coordenadora da Natal Sem Fome em Minas, Danusa Carvalho, a expectativa para a campanha em 2021 é de que a arrecadação seja expressiva, alcançando grande número de pessoas a partir do apoio dos meios de comunicação.

“Ter a imprensa apoiando, botando tudo o que a gente tem na roda para que o público participe, faz a diferença. Não só o empresário, qualquer pessoa pode doar, que sejam dez, vinte, trinta reais. Nós não estamos aqui atrás de grandes valores, nós estamos atrás de pessoas que vão buscar a sua cidadania, a sua ética, sua solidariedade e principalmente o amor ao próximo” afirma Danusa.

Em discurso oficial durante a cerimônia, o presidente da ALMG, Agostinho Patrus, ressaltou a importância da participação de instituições públicas em ações que combatam a miséria e criticou o governador Romeu Zema (Novo).

“Infelizmente no nosso Estado ainda temos pessoas abastadas financeiramente e pobres de espírito que dizem que o auxílio que foi feito por esta casa (Assembleia) àquela mãe de família com os três filhos passando fome, chorando em casa, será gasto num boteco. A que ponto nós chegamos? Repito aqui, abastado financeiramente, pobre de espírito e de empatia”, disse o parlamentar, se referindo à fala do governador em outubro, quando disse que o auxílio emergencial aprovado pelo Estado em pagamento único era melhor do que em parcelas para evitar que o dinheiro fosse “para o bar”.

Como participar da campanha

Para participar, basta contribuir com qualquer valor na conta corrente 02665-3, agência 0781, banco Itaú ou pelo Pix da associação Arebeldia, CNPJ 10956372/0001-40. A quantidade arrecadada será revertida em cestas básicas para famílias necessitadas no Estado. A campanha vai de 18 de novembro até 17 de dezembro.

Em postos físicos instalados na ALMG, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul da capital, também será possível contribuir doando brinquedos para crianças carentes a partir do dia 23 de novembro. As doações serão encaminhadas à Associação Arebeldia Cultural, entidade parceira na execução de ações do Comitê Estadual da Ação Cidadania no Estado.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por