Uma carga de cadernetas de passaportes foi roubada no último dia 30 de julho. De acordo com a Polícia Federal, as cargas estavam sendo transportadas pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos da Casa da Moeda do Brasil, no Rio de Janeiro, para Minas Gerais. 
 
Os Correios informaram que o roubo aconteceu durante a madrugada, no município de Petrópolis, no Rio de Janeiro, e que registrou o caso em boletim de ocorrência e notificou a Casa da Moeda por meio de ofício. 
 
Em nota, a Polícia Federal (PF) informou que fez a requisição à Casa da Moeda para que sejam confeccionadas novas cadernetas, em caráter de urgência, para substituição das roubadas. A PF disse ainda que as pessoas que tiveram os seus documentos roubados estão sendo contatadas, por telefone, para que aguardem o recebimento de um e-mail da corporação chamando para o recebimento de um novo documento “sem qualquer ônus ao cidadão”. 
 
A PF também informou que foi feito o cancelamento de todos os passaportes roubados. “Esclarecemos que essas cadernetas roubadas não têm valor documental algum, visto precisarem ser validadas no sistema da Polícia Federal, no momento da entrega ao requerente, mediante conferência dos dados biométricos do mesmo, por meio de verificação de sua impressão digital; o que impossibilita o uso do documento por outra pessoa”, diz a nota da PF.
 
Os Correios e a PF não comentaram sobre como ocorreu o roubo na cidade fluminense. A PF é a responsável pelas investigações do caso.