Trezentos e trinta e cinco multas e mais 20 autuações. Essa é a quantidade de infrações cometidas pelo motorista de um Ford Ka, que foi apreendido em Belo Horizonte. Pelas irregularidades, o veículo deve R$ 46.900 para os cofres públicos. 

A maior parte da dívida é para a prefeitura de BH. Somente na capital, o automóvel tem registro de infração da legislação de trânsito por pelo menos 284 vezes. As irregularidades renderam R$ 36.421,27 em multas.

Penalidades também foram anotadas pelas prefeituras de Ribeirão das Neves e Contagem, ambas na Grande BH, além da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagens (DER). 

A PM informou que abordou o veículo, fabricado em 2009, durante uma blitz de rotina que era realizada na avenida Olegário Maciel, no Centro de BH, na quarta-feira (29). Ao verificar a situação do automóvel, os militares constataram que a documentação estava atrasada desde 2010.

Posteriormente, descobriram a quantidade de multas e autuações. O carro foi removido para o pátio do Departamento de Trânsito (Detran) e o motorista de 36 anos liberado.

De acordo com a Polícia Civil, o veículo só será entregue ao proprietário após o pagamento das multas e da quitação dos impostos devidos para licenciamento desde 2010. A maioria das infrações, conforme o Detran, é por excesso de velocidade.

Veja a distribuição das multas do veículo:

  • 1 multa da Prefeitura de Neves - R$ 85,13
  • 1 multa do Dnit - R$ 142,53 
  • 5 multas do DER – R$ 468,21
  • 11 multas da PRF – R$ 3.753,25
  • 38 multas da Prefeitura de Contagem – R$ 6.173
  • 284 multas da Prefeitura de BH - R$ 36.421,27