A casa de um sargento reformado da Polícia Militar foi alvo de um ataque de vândalos na madrugada desta quinta-feira (5), em Campo Belo, no Sul de Minas. Uma bomba caseira foi lançada na garagem da casa do PM. Com isso, a traseira do carro dele foi incendiada, de acordo com os policiais do 8º Batalhão da Polícia Militar. 
 
Há suspeita é de que o atentado tenha sido um fato isolado e, não, algum tipo de represália ao trabalho do policial aposentado, conforme a PM. Era por volta da 1 hora quando o sargento reformado, de 47 anos, ouviu o barulho na garagem de casa, na rua Mário Miguel, no bairro São Luiz.
 
Quando chegou no local, o homem percebeu que o carro dele, um Gol de cor prata, estava em chamas. Com ajuda de vizinhos, o dono da casa conseguiu apagar o incêndio. Ninguém ficou ferido.
 
Quando a equipe da polícia chegou ao local constatou que havia vestígios de plástico, prego, pávio e de resina epóxi, aquele material usado para pequenos reparos domésticos que endurece quando misturado com um agente catalisador.
 
O material aponta para a fabricação de uma bomba caseira, como as utilizadas por manifestantes no Rio de Janeiro, de acordo com o tenente que identificou-se apenas como William. “A gente acredita que sejam adolescentes que viram o vídeo de como fabricar a bomba caseira na internet que tenham feito essa ação na casa do policial”, disse. 
 
Como não há câmeras de segurança próximas ao local do atentado, os policiais não têm pistas de quem seria o autor do ataque. O caso será investigado pela Polícia Civil.