Carta vai ajudar polícia nas investigações de crime passional em Contagem

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
14/03/2017 às 18:18.
Atualizado em 15/11/2021 às 13:44

Uma carta de despedida encontrada no bolso do empresário Edson Lopes Fonseca, de 33 anos, que matou a mulher e depois deu um tiro na cabeça, nessa segunda-feira (13), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, pode ajudar a Polícia Civil nas investigações.

De acordo com a PC, na carta, Edson fala que não estava mais aguentando as dívidas e que precisava tomar uma atitude. Ele chega ainda a recomendar que o seu carro seja vendido para pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) da casa da família. 

Outro ponto, conforme esclareceu a polícia, é o pedido de Edson para quem fosse tomar conta de seus filhos, de 6 e 9 anos. Ele pede que os responsáveis sejam carinhosos, que levem as crianças à escola e à igreja. Ele ainda afirma que não conseguiria ficar longe da família, o que, segundo a polícia, pode indicar uma possível separação do casal.

O crime aconteceu na manhã dessa segunda, dentro da casa onde os dois viviam com os filhos. Por causa dos gritos e do barulho de tiros, os vizinhos chamaram a polícia. Quando os militares chegaram, a mulher, Amanda Rodrigues Teixeira de Melo, de 31 anos, que foi atingida por cinco tiros, já estava com a respiração bem fraca. Já Edson Lopes Fonseca, que é dono de uma casa de shows na cidade, foi encontrado morto com a arma junto dele. 

Amanda chegou a ser levada para a Policlínica de Contagem, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a PC, a menina de 9 anos presenciou o crime.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por