Centenas de cartazes produzidos por usuários do sistema de saúde mental da capital mineira foram pregados em tapumes na esquina da rua dos Guaicurus com Bahia, no Centro, na noite deste sábado (20). Ação faz parte da programação da quinta edição da Virada Cultural de BH. 

Frequentador de um dos nove centros de convivência administrados pela prefeitura, Nimai Souza, de 24 anos, espera que a arte produzida por ele seja vista por muitas pessoas. "O que eu quero é que elas interpretem da maneira que quiserem e tenham outras ideias", diz.

Para a atriz e diretora Bárbara Buzatti, de 28, que ajuda na organização da intervenção artística, o objetivo é dar voz e expressão a essas pessoas. "É importante aparecer para a cidade e mostrar esse tipo de trabalho que eles realizam", acrescenta.

24 horas

A Virada Cultural de BH teve início às 19h deste sábado e terá duração de 24 horas. Até a noite de domingo (21), 400 atrações serão apresentadas em 25 espaços diferentes da capital mineira.

Na programação, 100% gratuita, tem de tudo. Moraes Moreira, Daniela Mercury, Fernanda Abreu, Djonga, Trio Lampião, festa @bsurda, DJs, competição de poesia falada, eventos pet friendly, voltados às crianças, dentre outros.

Leia Mais:

Foi dada a largada: confira a programação da Virada Cultura de Belo Horizonte

Público já se concentra para início da Virada Cultural de BH neste sábado