Um casal suspeito de assaltar uma transportadora de malotes de cheques, na região Metropolitana de Belo Horizonte, foi apresentado pela Polícia Civil nesta terça-feira (26). Vanderly Duque Pereira, de 44 anos, e Lígia Maria Vieira de Castro, de 31, foram presos em flagrante em um motel, na BR-381, em Betim, por volta das 20h dessa segunda-feira (25), contabilizando cheques que, juntos, superam o valor de R$ 1,5 milhão. 
 
Segundo o delegado Kleyverson Resende, da 2ª Delegacia Regional de Betim, a dupla foi presa após um assalto à empresa, que ocorreu às 16h30 dessa segunda-feira, próximo à Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, região Noroeste da capital. A polícia acredita que outro homem tenha participado do assalto e que o casal faça parte de uma quadrilha especializada nesse tipo de crime.
 
O caso já vinha sendo investigado há quatro meses pela Polícia Civil. A transportadora relatou à polícia que já foram assaltados mais de 40 vezes, sempre na região Metropolitana de Belo Horizonte. O delegado explicou que os bandidos agiam armados e com a cobertura de um veículo. “Eles, geralmente, abordavam as vítimas dentro do carro, que é comum, de passeio, e pediam para que elas fossem para o banco do passageiro. O carro dos criminosos seguia o veículo das vítimas, que eram abandonadas em um lugar ermo”, afirmou Resende. 
 
O delegado disse ainda que não é possível calcular quanto a quadrilha já faturou com os assaltos. “Não sabemos quantos cheques eles conseguiam compensar. Isso porque a empresa transporta todo tipo de cheque de vários bancos, inclusive, alguns que já tinham voltado”. 
 
Vardely e Lígia foram encaminhados para a 2ª Delegacia Regional de Betim. Em depoimento, Lígia afirmou não ter participado do assalto. Já Vanderly ainda não foi ouvido. O inquérito sobre o caso ainda não foi finalizado, pois a polícia suspeita que outras pessoas estejam envolvidas no crime.